Notícias do Popa

31 Dez 2010
Família real de Mônaco curte passeio de barco em Paraty

Princesa Caroline e os filhos estão na cidade para o Réveillon.
A Família Real de Mônaco está curtindo bastante sua estada no Brasil. A Princesa Caroline curtiu um passeio de barco com os filhos e familiares nesta quarta-feira, 29, em Paraty. Acompanhados da modelo brasileira Alice Dellal e do irmão dela Alex Dellal que namora a Princesa Charlotte, eles jogaram bola e se divertiram no mar. A família está no país para passar o Réveillon.
Fonte: Ego

31 Dez 2010
Onda atinge navio petroleiro e mata dois no Atlântico

O capitão e o engenheiro-chefe de um petroleiro que partiu de Tallinn, na Estônia, para Houston, no Texas, morreram nesta quinta-feira quando uma grande onda atingiu o navio ao nordeste das Bermudas, disse uma autoridade da companhia.
O petroleiro Aegean Angel enfrentou condições climáticas adversas e o capitão, o engenheiro-chefe e outros tripulantes foram para a proa para conferir os danos, disse o capitão Mattheou Dimitrios, administrador de qualidade e segurança para a Administração de Navios Arcadia de Atenas, na Grécia.
Fonte: O Dia online

30 Dez 2010
De Porto Alegre a Palmares do Sul, de lancha

Descer o Rio Guaíba desde Porto Alegre, seguir pela Lagoa dos Patos contornando o Banco das Desertas, alcançar a Lagoa do Casamento, atravessá-la, e subir o Rio Palmares até Palmares do Sul. Este é o roteiro de aproximadamente 75 milhas náuticas (algo como 140km) a ser navegado a partir do dia 14 de Janeiro de 2011, em cruzeiro para lanchas programado pelo Popa.com.br e a Motoryama. Será um passeio de médio curso, que por ser em grupo, vialbilizará a participação de interessados sem conhecimento geográfico da região.
Promovendo o espírito cruzeirista, o evento incluirá pernoite embarcado na bela Praia do Sítio na sexta à noite, com lua, e no sábado explorará regiões com vegetação ciliar e fauna típica da região lacustre do Rio Grande do Sul, até Palmares do Sul. oferecendo novas paisagens à grande maioria dos navegadores participantes.
A região tem também importância histórica. Já em 1886, Palmares do Sul operava um porto como terminal da rota para Porto Alegre, mais tarde estendida às lagoas do litoral norte gaúcho. Antes disso, em 1839, Garibaldi cruzou pela região rumo a Laguna SC, a mando dos Farrapos.
A velocidade de cruzeiro prevista é de 20 nós, com paradas ao longo do percurso. Em Palmares do Sul haverá confraternização do grupo e reabastecimento de gasolina e diesel. O retorno a Porto Alegre ocorrerá na manhã do domingo.
As inscrições serão abertas na semana anterior à realização do evento.

28 Dez 2010
Dois dias sob mau tempo para vencer a regata
O supermaxi Wild Oats XI foi o primeiro barco a cruzar a linha de chegada da regata Sydney Hobart.
No total o barco de 100 pés levou 2 dias, 7 horas, 37 minutos e 20 segundos para completar o percurso de 628 milhas.
A “Aveia Selvagem” é o atual detentor do recorde da regata, feito em 2005, mas neste ano o mar brabo no estreiro de Bass impediu qualquer esperança de baixar o tempo.
Até agora quase 20 barcos já desistiram da prova. (Fonte: Murillo Moraes)
Nos 68 anos de existência esta regata tornou-se um dos mais importantes eventos oceânicos internacionais, atraindo tripulações de vários países do mundo e reunindo skippers profissionais ao lado de velejadores amadores a bordo de vários tipos de barcos à vela.
Observe na foto ao lado o veleiro diante da formação de nuvens no Mar da Tasmânia, palco da Sydney- Hobart.
Fonte: Diário de Notícias

28 Dez 2010
Canos gigantes flutuam até Porto Alegre
Peças de 515 metros de comprimento foram trazidas desde São Paulo para rede subaquática de esgoto
Depois de serem transportados por oito dias pelas águas do Oceano Atlântico e da Lagoa dos Patos, desde São Paulo, quatro canos de grande porte chegaram à Capital ontem. O material irá compor o sistema subaquático da rede de coleta de esgoto do Projeto Integrado Socioambiental (Pisa).
Fabricados pela empresa Brastubo, em São Vicente (SP), os canos saíram do Porto de Santos no dia 17 em direção ao Porto de Rio Grande. No início da manhã de domingo, seguiram em direção à Capital pela Lagoa dos Patos, até a orla do Guaíba.
Como os canos têm 515 metros de comprimento e 1m60cm de diâmetro cada, foi necessária uma operação especial para transportá-los. O inusitado é que as tubulações não foram conduzidas ao Estado de navio. Agrupadas, elas vieram flutuando puxadas por um rebocador, com o auxílio de lanchas de apoio e de um barco alinhador.
Segundo dados da prefeitura, a Capital recolhe 80% do esgoto cloacal, mas trata apenas 27%. Otimista, o prefeito Fortunati espera que as obras do Pisa possibilitem que o índice chegue a 77% em dezembro de 2012.
– Estaremos devolvendo a balneabilidade do Guaíba, teremos uma água de melhor qualidade – destacou.
Segundo o coordenador de obras de saneamento do programa, Valdir Flores, a instalação da tubulação sob as águas do Guaíba deve começar até o início de fevereiro e contará com o apoio de mergulhadores. Serão 11 quilômetros enterrados no leito do Guaíba, a uma distância de cerca de cem metros da orla e a uma profundidade entre quatro e 10 metros. Com um investimento de R$ 84,5 milhões, a rede subaquática será responsável pelo transporte do esgoto da Estação de Bombeamento do Cristal até a Estação de Tratamento de Esgoto da Serraria. É também uma continuidade do emissário terrestre que está tomando forma entre a Usina do Gasômetro e as proximidades do entroncamento da Diário de Notícias com a Wenceslau Escobar.
– Se a gente fizesse o transporte por terra, praticamente impediria o trânsito na Wenceslau Escobar – disse Flores.
A parte submersa da obra contará com um total de 22 canos. Outros quatro já chegaram a Rio Grande.
Fonte: Zero Hora; Foto: Antonio Joaquim Machado

28 Dez 2010
Piratas somalis mantêm 715 pessoas sequestradas

Organização internacional garante que o número raptos é o mais elevado dos últimos cinco anos.
Ainda que patrulhadas por navios de 25 países, as águas ao largo da costa da Somália estão longe de ser seguras. Prova disso são os números ontem divulgados por uma organização internacional que se dedica à vigilância da navegação, pesca e pirataria no oceano Índico. De acordo com a Ecoterra International, os piratas somalis têm, no total, 715 pessoas sequestradas. Este organismo sediado em Nairobi, no Quénia, garante ainda que os piratas têm 42 barcos roubados na sua posse.
"Apesar dos milhares de milhões que se têm gasto em militarização e mercenários, ainda não há ajudas para pacificar e desenvolver as áreas costeiras da Somália", pode ler-se num comunicado d a Ecoterra, citado pela agência espanhola EFE. A organização afirma que os números actuais são os mais altos desde que a pirataria começou a aumentar em 2005.
Contudo, as contas da Ecoterra diferem daquelas que são apresentadas pela força naval antipirataria da União Europeia na Somália (Navfor). De acordo com a missão 'Atalanta', existem 601 reféns e 25 navios roubados. Por sua vez, a Ecoterra explica que os cálculos da 'Atalanta' não incluem pequenos navios de países próximos, nem os seus tripulantes.
O mais recente sequestro aconteceu na madrugada de sábado, quando um navio com bandeira tailandesa e uma tripulação de 27 pessoas foi interceptado a 450 milhas náuticas a noroeste da ilha de Socotorá.
De acordo com a Navfor, o cargueiro de mais de 20 mil toneladas tinha partido do Bangladesh e dirigia-se para Jebel Ali, nos Emirados Árabes Unidos, na altura em que ocorreu o ataque.
Observadores internacionais defendem que a solução para acabar com a pirataria passa pela resolução da guerra civil que se arrasta no país desde 1991. Após o derrube, nesse ano, do ditador Mohammed Siad Barre não houve, até hoje, formação de um Governo efectivo na Somália.
A extrema pobreza em que vivem os somalis leva alguns a procurar uma maneira fácil e rápida de ganhar dinheiro: a maior parte dos piratas são ex-pescadores e ex-militares que trabalhavam ao serviço dos senhores da guerra. Actuando principalmente no golfo de Adém, os grupos de piratas exigem resgates de milhões de dólares pelos barcos e tripulações sequestrados.
De acordo com um estudo publicado no mês passado pela sociedade britânica Maplecroft, a Somália é o país com "risco de terrorismo" mais elevado, à frente do Paquistão, Iraque e Afeganistão. A mesma pesquisa mostra que num ano ocorreram 556 ataques terroristas em território somali.
Fonte: Diário de Notícias

25 Dez 2010
Obstáculo no Rio Guaíba

Junto à bóia 119 do Canal do Leitão, do Rio Guaíba, a meia milha ao norte da bóia de junção do canal de acesso à fábrica de celulose, há um obstáculo normalmente submerso que surgiu agora que o Rio Guaíba está muito baixo devido à estiagem na região. Aparentemente, trata-se de um mangrulho substituído pela bóia, o que resta comprovar.
Há diversas árvores encalhadas no rio atualmente. Quando o nível do rio sobe um pouco, a correnteza vai deslocando as árvores rio abaixo, até que voltam a encalhar. A navegação fora dos canais em época de estiagem é arriscada.
Fonte: Luiz Morandi
Foto: Luiz Morandi

25 Dez 2010
Baleia rara é avistada em Santa Catarina

Raramente avistada no litoral brasileiro, uma baleia-fin apareceu para os 45 passageiros que faziam um passeio de barco entre a Praia do Rosa (Imbituba/Santa Catarina) e a Ilha do Papagaio (Palhoça/SC) no último sábado (18/12). A espécie foi identificada pelo presidente do Instituto Baleia Franca (IBF), Enrique Litman.
Também conhecida como baleia-comum (Balaenoptera physalus) e rorqual-comum, a fin é o segundo maior animal do mundo, pode atingir um comprimento de até 27 metros. A aparição da baleia-fin aconteceu no primeiro passeio de verão realizado pela Turismo Vida Sol e Mar. "Nós estávamos na mesma embarcação em que é feita a observação de baleias francas, de julho a novembro. No verão, usamos o barco para fazer passeios às ilhas da região, para mergulhos e outras opções de lazer", comentou Litman.
Fonte: Mercado e Eventos

24 Dez 2010
Franceses resgatados de veleiro à deriva por helicóptero

A Marinha portuguesa resgatou três cidadãos franceses do seu veleiro, à deriva a 45 milhas (cerca de 80 quilómetros) a Oeste de Aveiro, com uma avaria na propulsão.
O Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa recebera um alerta de socorro por satélite às 22.21 horas de anteontem. Contactado o "Sonabia", o skipper explicou que as condições meteorológicas adversas obrigavam a assistência.
A Marinha destacou o patrulha N.R.P. Schultz Xavier e a corveta N.R.P. João Coutinho, além de ter sido chamado um helicóptero EH-101 MERLIN, da Força Aérea (como o da foto ao lado) que resgatou os tripulantes ontem, pelas 17:50h, e transportou-os para o Figo Maduro. O veleiro de dez metros estava à deriva em ondas de seis metros, o que impediu o salvamento por via marítima.
Fonte: Diário de Notícias

23 Dez 2010
Cais do Porto de Porto Alegre será revitalizado

O assunto é velho, mas teve hoje passo decisivo. A governadora do RS, Yeda Crusius, assinou contrato na manhã de hoje com grupo para revitalizar o Cais Mauá, em Porto Alegre. Não que todas as pendengas estejam resolvidas. Pelo contrário, sempre há alguém representando uma ou outra instituição, querendo se fazer de importante e alegando que sua opinião não foi ouvida.
O projeto pretende transformar o antigo porto em algo como o Puerto Madero portenho, com a construção de bares, restaurantes, entretenimento, espaços culturais, escritórios, shopping e hotel. A inspiração do projeto é o Port Vell, em Barcelona. O custo estimado da obra é de 500 milhões, com previsão de conclusão em 2014.
O vencedor da licitação é o consórcio Porto Cais Mauá, com investidores estrangeiros e liderado pelo grupo brasileiro Bertin, que garante não derrubar o muro do cais.
O Cais Mauá de Porto Alegre tornou-se obsoleto há anos por estar espremido no centro da capital gaúcha, sem chances de expansão.
Fonte consultada: Rádio Gaúcha
Colaboração: Fernando Lisboa

23 Dez 2010
Mega operação no Rio Guaíba para receber tubulações de esgoto

Nesta segunda-feira, 27, entre 13h e 17h, uma grande operação será realizada no Rio Guaíba para receber quatro gigantescos tubos de 515 metros cada, com 1,60 de diâmetro, e que estão sendo trazidos rebocados pela água desde São Paulo. O prefeito José Fortunati receberá de barco os rebocadores e os acompanhará até o canteiro de obras no Pontal do Estaleiro Só onde serão depositados às margens do rio. As tubulações serão utilizadas na obra do emissário subaquático do Projeto Integrado Socioambiental (Pisa). Essa será a primeira de três viagens que serão realizadas para o transporte dos 22 canos de São Paulo até Porto Alegre.
187 km de redes serão implantadas com o Socioambiental
O Projeto Integrado Socioambiental é o maior conjunto de obras contratado pela Prefeitura de Porto Alegre nos últimos 40 anos. Em termos de investimento, significa o triplo do orçamento da construção da Terceira Perimetral. Uma iniciativa que, em tão pouco tempo, irá triplicar a quantidade de esgotos tratados na Capital.
Até 2012, a capacidade de tratamento de esgotos gerados da Capital dará um salto, passando de 27% para 77%. Esse é o principal objetivo do Programa Integrado Socioambiental (PISA), cujas obras estão em pleno andamento. O investimento total corresponde a R$ 586,7 milhões, sendo R$ 383 milhões em obras de saneamento. São 187,7 km de redes que estão sendo implantadas e que se dividem em 156 km de redes coletoras, 26,6 km de emissários e 5,6 km de interceptores.
Benefícios para a população:
- retomada da balneabilidade do Rio Guaíba;
- redução de doenças de veiculação hídrica;
- melhoria do IDH da população diretamente beneficiada;
- geração de emprego e renda;
- melhoria das habitações para a população que vive às margens do arroio Cavalhada.
Fonte: DMAE
Mais sobre o projeto: Progresso no saneamento   -   PISA
O DMAE convida os navegadores do Rio Guaíba a comparecerem na ocasião.

23 Dez 2010
Rapaz de 19 anos morre ao cair de navio de cruzeiro em Ilhabela

Caso está sendo investigado pela Polícia Federal de São Sebastião.
Em nota, MSC diz que ‘vítima foi imprudente e estava em local proibido’.
Um rapaz, de 19 anos, morreu depois de cair de um navio de cruzeiro, ancorado em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (22). A Polícia Federal de São Sebastião, também no litoral norte, investiga o que teria provocado a queda do jovem no mar.
Em nota a imprensa, a MSC Cruzeiros lamentou o incidente ocorrido com o hóspede, que estava a bordo do MSC Orchestra. “As primeiras informações esclarecem que a vítima agiu de maneira imprudente, colocando-se em uma situação de alto risco e periculosidade em local proibido”, informou a nota. A queda teria sido do 14º andar do navio. “Ele foi resgatado do mar, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu”, diz a nota.
A empresa informou que tomou “todas as providências necessárias e está prestando total apoio e solidariedade à família”. Além disso, a MSC Cruzeiros afirma que vai aguardar as avaliações oficiais e que reitera seu compromisso no acompanhamento e colaboração com o processo.
Fonte: G1

21 Dez 2010
Catamarã fará travessia de Guaíba a Porto Alegre

Governadora Yeda Crusius e Hugo Fleck, da Ouro e Prata, participaram ontem da primeira viagem
O trajeto entre Porto Alegre e a cidade de Guaíba via catamarã começará a operar regularmente até a segunda quinzena de março. Serão 28 viagens ao dia, metade em cada sentido, feitas por dois barcos com capacidade para 120 passageiros cada. Até lá, a Catsul, braço da empresa Tapajós, do Grupo Ouro e Prata, detentora da concessão do serviço, promoverá as obras de melhoria nos atracadouros, inclusive instalando estrutura de venda de bilhetes, sinalização e ponto de embarque e desembarque.
Ontem, durante o passeio inaugural do trajeto, a governadora Yeda Crusius e o diretor-presidente da Ouro e Prata, Hugo Fleck, assinaram o termo de concessão para o início das atividades. Autoridades, jornalistas e empresários fizeram o primeiro passeio no catamarã batizado como Carlos Nobre, com duração de aproximadamente 22 minutos de ida a Guaíba e 21 minutos de volta, com direito a brinde com espumante.
O valor da passagem deverá ficar entre R$ 5,00 e R$ 6,00 inicialmente, abaixo do limite de R$ 7,00 determinado pela licitação. Fleck explica que o preço poderá ser reduzido conforme demanda pelo serviço, desde que haja boa ocupação dos catamarãs. "Este projeto mostra que podemos fazer um serviço aquaviário de qualidade no Guaíba, inclusive preparando a cidade para a Copa do Mundo de 2014", disse Fleck, apontando como principais vantagens do serviço em relação ao rodoviário o curto tempo de trajeto.
Os barcos primam pelo conforto aos passageiros. São dotados de poltronas espaçosas, ar-condicionado, som ambiente e TV de plasma. São equipados por GPS, que garantem mais segurança e precisão na navegação. Os catamarãs são semelhantes aos utilizados pela Tapajós na Amazônia. O custo de cada um foi
de R$ 2 milhões.
Yeda Crusius destacou a viabilidade econômica do trajeto e a recuperação do Guaíba para o transporte regular, manobra "que era uma questão de diálogo".
As embarcações terão ponto de partida e chegada no armazém B3 do cais do porto, com embarque de passageiros facilitada pela passagem subterrânea da avenida Mauá. Em Guaíba, irá atracar junto à Estação Rodoviária. Conforme a demanda, um novo barco será colocado para promover o percurso. Diariamente, entre 5 mil e 7 mil pessoas se deslocam de Guaíba para Porto Alegre a trabalho.
A travessia aquática regular entre Porto Alegre e Guaíba foi desativada nos anos 1960, após a construção da ponte sobre o Guaíba. De lá para cá, houve projetos de reativação, como as barcas Réia e Tétis, mas tiveram vida curta. Em 1992, a empresa Riomar propôs o retorno do trajeto, mas o elevado investimento impediu que saísse do papel. A licitação do governo do Estado foi vencida em novembro pela Ouro e Prata, com prazo de 30 anos.
Fonte: Jornal do Comércio

18 Dez 2010
A maldição do Titanic: bactéria desconhecida acelera corrosão

Cientistas identificaram uma espécie até agora desconhecida de bactéria ajudando a enferrujar cada vez mais o que sobrou do navio Titanic.
Segundo os pesquisadores, a bactéria está contribuindo para a rápida deterioração dos destroços do navio.
A descoberta revela uma potencial nova ameaça microbiana para o casco dos navios e das estruturas metálicas submarinas, como plataformas de petróleo.
A imagem mostra os rustículos, saliências ferruginosas sobre o casco do navio Titanic, que está a 3.800 metros de profundidade.
Bactéria da ferrugem
Os pesquisadores isolaram o novo microrganismo de um "rustículo" - um aglomerado de ferrugem - retirado do Titanic, que está 3,8 km abaixo da superfície do oceano.
A nova bactéria foi batizada de Halomonas titanicae.
A avaliar a capacidade do microrganismo causar corrosão em metais, os cientistas das universidades de Halifax, no Canadá, e Sevilha, na Espanha, descobriram que ele é capaz de aderir a superfícies de aço, criando saliências de ferrugem.
Eles acreditam que os rustículos, saliências de ferrugem que lembram as estalactites das cavernas, encontradas ao redor de todo o casco do Titanic, sejam formados por um processo bacteriano similar.
Embora os rustículos pareçam ser estruturas sólidas, eles são altamente porosos e contêm uma complexa variedade de bactérias, sugerindo que a H. titanicae pode trabalhar em conjunto com outros organismos para acelerar a corrosão do metal.
Biodegradação de metais
Mas os cientistas veem um lado positivo na ação da bactéria, que pode ajudar na biodegradação de materiais que afundam no oceano.
"Nós acreditamos que a H. titanicae desempenha um papel na reciclagem de estruturas de ferro em determinadas profundidades. Isto pode ser útil no descarte de navios antigos e plataformas petrolíferas que tenham sido limpos de toxinas e produtos à base de óleo e, em seguida, enviados para o fundo do oceano," afirmaram eles.
Contudo, eles alertam que não é possível determinar se a bactéria chegou ao Titanic antes ou depois dele afundar. E, como não era conhecida, ninguém sabe ao certo a ação da bactéria sobre outras estruturas metálicas.
"Encontrar respostas para essas perguntas não apenas nos dará uma melhor compreensão dos nossos oceanos, mas também pode nos ajudar a projetar revestimentos que possam evitar deterioração semelhante em outras estruturas metálicas," concluem eles em seu artigo.
Fonte: Inovação Tecnológica; Foto: RMS Titanic Inc

18 Dez 2010
Empresário que ficou à deriva em lancha em Florianópolis morreu no hospital

Morreu na quinta-feira Victor Labbate, 32 anos, que foi resgatado à deriva por um barco pesqueiro, no litoral de Paranaguá (PR), na última quarta-feira. A informação foi confirmada pelo sócio do empresário, Marcelo Pretto, que não soube informar a causa da morte do empresário.
Labbate, que era sócio de uma empresa de aluguéis de barcos no Pier 33, em Biguaçu, estava em coma induzido desde o dia da internação e apresentava um quadro clínico de hipotermia, desidratação, e respirava com a ajuda de aparelhos. Na tarde desta quinta-feira, antes do óbito, médicos confirmaram que o estado de saúde do empresário era grave.
O laudo da perícia técnica sobre o que pode ter acontecido com a lancha, tentando explicar o por que Victor foi encontrado no Paraná e à deriva, deve sair em até 90 dias. O comandante Garcia, da Capitania dos Portos de Florianópolis sugere algumas hipóteses, mas diz que tudo é muito superficial. “Temos que olhar os aspectos da embarcação, pode ter sido uma pane seca, problema no motor ou outra coisa. Vamos verificar se o rádio estava funcionando, porque não foi registrado nenhum contato dele. Vamos averiguar se a lancha deu problema ou se foi ele que quis sair para o mar aberto”, destacou o comandante.
Fonte: Ag Notícias Jornal Floripa
Colaboração: Fernando Maciel

17 Dez 2010
Cruzeiro a motor Porto Alegre - Palmares do Sul RS

Um cruzeiro de médio curso para lanchas está sendo programado pelo Popa.com.br e Motoryama, com partida no dia 14 de Janeiro próximo, sexta-feira, com destino a Palmares do Sul RS.
O roteiro provisório prevê pernoite na Praia do Sítio, em Itapuã, seguindo no dia seguinte ao extremo norte da Lagoa dos Patos e entrando na Lagoa do Casamento, onde locais de bonita paisagem serão visitados, no caminho percorrido no século XIX por Giuseppe Garibaldi, o corsário contratado para defender os Farrapos. De lá, o cruzeiro segue até a foz do Rio Palmares, com continuação rio acima até Palmares do Sul, em percurso total de aproximadamente 75 milhas náuticas, desde Porto Alegre. Haverá reabastecimento em Palmares do Sul, onde será organizada confraternização.
O retorno do cruzeiro, direto a Porto Alegre, ocorrerá na manhã de domingo, 16 de janeiro, em navegação de aproximadamente 3,5 horas (velocidade de cruzeiro ~20 nós).
Por este percurso trafegavam embarcações de carga até a metade do século XX, interligando Porto Alegre com a fronteira norte do RS com SC. De Palmares do Sul, as mercadorias seguiam de trem até Osório, de onde continuavam até Itapeva (Torres) pelas lagoas do litoral norte do RS.
O objetivo do evento será visitar paisagens nativas, e estimular a navegação e o convívio em cruzeiros a motor.
A imagem de satélite acima mostra a rota navegada pelo veleiro Phantasy, em 2003, apenas para fins de ilustração. Na foto abaixo, feita na Lagoa do Casamento, um barco de pesca aproveita o vento para navegar.
Ao contrário do Cruzeiro-Regata Porto Alegre - Tapes, que reúne anualmente veleiros e lanchas em um percurso ponto a ponto, este passeio prevê diversas paradas até chegar a Palmares do Sul. A grande diferença de velocidade de cruzeiro entre lanchas e veleiros torna impraticável a reunião das duas modalidades na programação.
Mais informações sobre o evento, incluindo a programação detalhada, serão divulgadas oportunamente.

17 Dez 2010
Naufrágio de veleiro mata dois na Terra do Fogo

Veleiro polonês perdeu energia e chocou-se contra rochas em tempestade.
Marinha da Argentina conseguiu resgatar cinco pessoas com vida.
Destroços do veleiro polonês Nashachata são vistos na Baía Sloggett, no Estreito de Beagle, na Terra do Fogo, extremo sul da Argentina.
O barco, que voltava de uma viagem pela Antártida, teve uma pane e acabou se chocando contra rochas durante uma tempestade na segunda-feira, matando Marek Radwanski, empresário do setor esportivo, e seu irmão Pawel, confirmou na quinta-feira (16) a Marinha da Argentina. Cinco pessoas que estavam a bordo foram resgatadas com vida pelos militares argentinos.
Fonte: G1; Foto: AP
Colaboração: Marcelo Maia Rocha (Grupo POPACOMBR) e Francesco Colombo

17 Dez 2010
Sistema rastreia navios desde a Estação Espacial Internacional

Um sistema global de rastreamento que é um verdadeiro "Big Brother" marítimo está sendo testado na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A vigilância tem como base o sistema de identificação automática (AIS, na sigla em inglês), originalmente criado para auxiliar a localização nas áreas próximas da costa e de portos. Agora, ele está sendo usado também via satélite e suas regras estão sendo aletradas para permitir essa aplicação.
São dois os receptores dos sinais na experiência. Um está na ISS, enquanto o outro em um satélite norueguês. Segundo os responsáveis pelo projeto, em qualquer dado momento milhares de grandes navios estão em mar aberto, longe das estações de monitoramento terrestre.
- Trabalhando a partir do espaço podemos seguir barcos durante longos períodos de tempo enquanto cruzam os oceanos - conta Andreas-Nordmo Skauen, da Organização de Pesquisas sobre Defesa da Noruega, que lidera o projeto. - Assim, podemos revelar exatamente onde um barco esteve no mar, uma informação que pode ser muito útil para as autoridades portuárias, de pesca e marítimas.
Com o monitoramento, os portos podem, por exemplo, saber com antecedência que navios estão para chegar e detalhes de sua rota. Já incidentes, como os casos do barco próximo às Ilhas Canárias e do pesqueiro norueguês, seriam do interesse da polícia, das autoridades alfandegárias e de controle da pesca.
Fonte: O Globo

16 Dez 2010
Show de luzes no Guaíba
O Aqualume, um show de luzes, cores, som e tecnologia, será realizado no Rio Guaíba, em Porto Alegre, próximo à Usina do Gasômetro, entre 16 e 26 de dezembro, com exceção da véspera de natal, sempre a partir das 20 horas.
Projetores de alta performance exibirão imagens em tela de projeção formada por uma cortina de água.
O espetáculo já foi apresentado na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, nos Jogos Olímpicos Panamericanos, em 2007, e na Olimpíada de Pequim.
Os organizadores do evento solicitam encarecidamente que o tráfego de embarcações nas imediações do flutuante seja feito em muito baixa velocidade a fim de evitar marolas que poderão comprometer a performance do show.
Fonte: Zero Hora

16 Dez 2010
Empresário encontrado em lancha ficou 66 horas desaparecido no mar

Depois de 66 horas desaparecido no mar foi localizado, ao meio-dia desta quarta-feira, por um barco pesqueiro de grande porte, a 18 quilômetros do Porto de Paranaguá, no Paraná, o empresário Vitor Labbate, 32 anos. De acordo com o chefe de Segurança de Tráfego Aquaviário da Capitania dos Portos de Florianópolis, Santa Catarina, comandante Joares Pereira de Mello, ele estava inconsciente e foi levado para o Hospital Regional do Litoral em Paranaguá. Mello disse que ele foi imediatamente atendido por médicos no Porto.
- Nos comunicaram que ele está sendo medicado e já consciente, mas bastante debilitado.
Labbate que tem empresa de aluguel de lanchas teria avisado os funcionários, às 18h15min de domingo, que iria com sua lancha Valentina do Pier 33 em Biguaçu, na Grande Florianópolis, para Jurerê Internacional, uma viagem de cerca de 15 minutos. Segundo o comandante, no dia seguinte, um amigo comunicou que ele não havia voltado para Biguaçu.
- Imediatamente começamos as buscas, mas não o localizamos. Nesta quarta, ao meio-dia, o barco de pesca Ferreira comunicou à capitania de Itajaí que havia localizado a lancha com o Vitor dentro, que foi rebocada para o porto.
Também nesta quarta foram encontrados um banco e partes de peças que poderiam ser da embarcação numa praia de Governador Celso Ramos, na Grande Florianópolis, e houve reforço nas buscas.
O comandante Mello afirmou que ele pode ter sofrido um mal súbito e entrado em alto mar, que estava em situação muito desfavorável à navegação.
- Ele teve muita sorte, pois as condições eram as piores possíveis com a entrada de vento Sudoeste muito violento.
Os pais Regina e Dario Labbate acompanharam as buscas e receberam a notícia da Capitania dos Portos da localização do filho. Mello disse que vai ser aberto um inquérito administrado e perícia na lancha para saber o que aconteceu.
Fonte: O Globo
Colaboração: Francesco Colombo
[POPA]: Possivelmente Vitor sofreu hipotermia, pois estava de bermuda e camiseta, cfe informação recebida pelo Popa. Na foto acima, uma lancha HD26, como a de Vitor.

16 Dez 2010
IPT retoma ensaios navais

O túnel de cavitação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), utilizado para testes navais, reiniciou as operações de prestação de serviços para ensaios de hélices em escala reduzida.
O túnel – que completou 47 anos de existência esse mês – consiste em um circuito fechado de água, fabricado em aço, montado de forma a permitir a instalação de um modelo de propulsor em sua seção de teste. A água em circulação dentro dele permite medir os parâmetros de operação do hélice (empuxo e torque).
Segundo o IPT, para retomar as atividades foram adquiridos novos equipamentos de medição para revitalizar os laboratórios do Centro de Engenharia Naval e Ocêanica (CNaval) do instituto.
A estrutura principal do túnel é a mesma desde 1963, com comprimento de 8 metros e 6 metros de altura. Mas a lista de equipamentos para os testes inclui agora células de carga, manômetros, uma nova bomba de vácuo para controle das condições internas e, principalmente, o sistema de velocimetria por imagem de partículas (PIV, da sigla em inglês), que é uma técnica que utiliza emissões de feixes de laser para a medição de campos de velocidade em escoamentos de forma não-intrusiva.
Paralelamente aos investimentos em nova instrumentação, os propulsores ensaiados no túnel de cavitação passaram a ser fabricados no próprio IPT com o auxílio da máquina de prototipagem rápida.
Moldes serão agora construídos no novo equipamento para a confecção de hélices de metal, um requisito necessário em razão das condições mais rigorosas do túnel de cavitação, acelerando o tempo de construção das peças e tornando viável o estudo de uma gama maior de geometrias dos modelos.
O túnel de cavitação foi inaugurado oficialmente em 12 de dezembro de 1963 pelo então governador de São Paulo, Adhemar Pereira de Barros.
Mais informações: www.ipt.br
Fonte: Agência FAPESP

15 Dez 2010
Empresário desaparecido com lancha em Florianópolis

As buscas ao empresário paulista Victor Labbate, 32 anos, foram retomadas na manhã de ontem, terça-feira. Labbate está desaparecido desde o fim da tarde de domingo, quando saiu de lancha do Píer 33 em Biguaçu, na Grande Florianópolis. Ele pediu para os funcionários colocarem a embarcação de 26 pés — comprada pelo empresário há 45 dias — na água por volta das 18h e depois não foi mais visto.
Segundo o Capitão de Fragata Joares Pereira de Mello, da Capitania dos Portos, uma lancha deixou a sede da Capitania, sob as pontes, na entrada de Florianópolis para percorrer a costa da capital e municípios vizinhos. Também no começo da manhã desta terça-feira um navio-patrulha teria partido de Paranaguá (PR) em direção à costa catarinense para ajudar nas buscas no Litoral Norte. Um helicóptero da Marinha vindo do Rio Grande do Sul é aguardado para ajudar nos trabalhos.
A Marinha começou as buscas na segunda-feira na região da Reserva Marinha do Arvoredo, ao norte da Ilha de Santa Catarina, provável local de deslocamento do empresário, que é um dos sócios de uma empresa de aluguel de lanchas em Biguaçu. Os trabalhos foram até o anoitecer.
Na noite desta segunda-feira os pais e a irmã de Labbate chegaram a Florianópolis, vindos de Campinas (SP) para acompanhar as buscas. Segundo Dario Labbate, pai de Victor, o filho teria avisado aos funcionários da marina que iria até Jurerê, um trecho curto — dura cerca de 15 minutos — e que ele estaria habituado a fazer. Victor já navegava há 10 anos.
De acordo com ele, o tempo ruim está dificultando as buscas aéreas, mas os barcos estão percorrendo a costa, tanto da Ilha de Florianópolis quanto do continente, e as marinas e os pescadores da região foram avisados para informarem, caso vejam alguma coisa.
Fonte: Diario Catarinense
Colaboração: Renato Hardt (Grupo POPACOMBR)

14 Dez 2010
Naufrágio de pesqueiro sul-coreano na Antártica deixa 22 mortos

Pelo menos 20 homens foram resgatados por outro barco sul-coreano.
As operações de busca de 17 tripulantes de um pesqueiro sul-coreano que naufragou na Antártica foram interrompidas nesta terça-feira, o que eleva a 22 o número de mortos no incidente, informaram os serviços de salvamento.
— Lamentavelmente, é muito improvável que alguém tenha sobrevivido — disse o coordenador de salvamemto marítimo da Nova Zelândia, Dave Wilson, já que as águas geladas da Antártica "são implacáveis".
Após o naufrágio do pesqueiro "Number One Insung", com 42 tripulantes, cinco faleceram, 20 foram resgatados por outro barco sul-coreano e 17, declarados desaparecidos.
Fonte: Zero Hora

10 Dez 2010
Veleiro argentino Wind 43 é arrematado por R$ 321 mil em Rio Grande

Embarcação apreendida pela Receita Federal em 2005 foi um dos itens leiloados hoje de manhã
O veleiro argentino Wind 43 foi o destaque entre os produtos vendidos no leilão de pessoa física realizado na Receita Federal de Rio Grande hoje de manhã.
Com lance inicial de R$ 200 mil, a embarcação foi comprada após 19 lances. De Rio Grande, a psicóloga Renata da Rosa, 50 anos, ofereceu R$ 241 mil. Com impostos, pagará 321 mil pelo barco apreendido em 2005 por problemas de documentação.
- Sempre gostei de velejar, mas não vim ao leilão pensando em comprar o veleiro. Achei o lote interessante e dei o lance — disse a psicóloga.
O leilão também ofertou kits com produtos importados do Uruguai, como vinhos, espumantes, whiskys e perfumes, vendido em média a R$ 500. Dos três jet skis disponíveis, o mais caro saiu por R$ 38 mil. Já uma Scénic, modelo 2006, saiu por R$ 16 mil.
Os compradores dos lotes devem efetuar o pagamento à vista, incluindo os impostos. Quem pagar em dinheiro, no Banco do Brasil, retira as mercadorias a partir das 15h. Os demais buscam as compras em até quatro dias úteis. Ao todo, 121 lotes foram ofertados. A arrecadação geral da venda pública será divulgada à tarde.
Fonte: Zero Hora; Foto: Guilherme Mazui
Colaboração: Norberto Marcher-Mühle e Roberto Gruner

09 Dez 2010
Eleita nova comodoria do Veleiros do Sul
O Conselho Deliberativo do Veleiros do Sul, de Porto Alegre, elegeu a comodoria para o mandato de 2011/2012.
O novo comodoro, Newton Roesch Aerts, um inveterado velejador, foi eleito por unanimidade. Compõem a nova comodoria o vice-comodoro esportivo Eduardo Ribas de Azevedo Fagundes, vice-comodoro social Eduardo Scheidegger Júnior, vice-comodoro administrativo Ricardo Englert e vice-comodoro de patrimônio Idir Paludo.
Os novos diretores são: Pablo Miguel (Parque e Jardins), Léo Penter (Porto), Luiz Morandi (Ilha Chico Manoel).
A posse da Comodoria ocorrerá em festividade no sábado, dia 11. Durante o final de semana serão realizadas várias regatas para comemorar os 76 anos do Veleiros do Sul.
Fonte: Veleiros do Sul; Foto: Ricardo Pedebos

09 Dez 2010
"Príncipe de Astúrias" ainda guarda tesouros

De acesso mais difícil pela distância e profundidade - de 15 a 50 metros -, o espanhol Príncipe de Astúrias é a embarcação mais famosa e visada de Ilhabela, justamente por ainda ter peças valiosas. Seu naufrágio, ocorrido em 1916, é considerado o maior do País por causa do elevado número de mortes - 477 oficialmente registradas, que podem chegar a mais de mil somando os clandestinos.
Ex-mergulhador da Marinha de Guerra, Jeannis Platon, de 62 anos, foi um dos que mais exploraram o 'Titanic brasileiro'. Grego naturalizado brasileiro, ele dirige a ONG Fundação Mar, que desenvolve projetos, dá cursos de mergulho e reúne mais de 500 peças de naufrágios retiradas por ele e amigos, e cerca de mil compradas de caiçaras e desmanches de navios. O acervo está na sede da entidade, em São Sebastião, e no Museu dos Naufrágios, aberto em julho em Ilhabela.
De 1981 a 1991, Platon fez expedições autorizadas ao local de naufrágio do Astúrias. Nas mais de mil viagens a bordo do caça-minas Hipocampo, ele retirou objetos que vão de baixelas a uma das 12 estátuas de bronze que seriam instaladas em um monumento em Buenos Aires - hoje disponível no Museu Naval e Oceanográfico, no Rio.
Segundo ele, todo o material foi apresentado à Marinha, que definiu o que queria e do que abria mão. O mergulhador, que se aposentou da atividade e divide o tempo entre a ONG e sua loja de suvenires, ainda sonha em voltar a explorar o Astúrias e buscar as outras estátuas. Para isso, diz ter feito um projeto de pesquisa para o qual aguarda autorização. Ele afirma conhecer a localização das peças e diz que as venderia, caso consiga a autorização. 'Se você gasta dinheiro para encontrar, tem de ser ressarcido', ressalta.
Fonte: Estadão

08 Dez 2010
Algas geram fonte de renda

Conhecedoras da tecnologia de processamentos das algas, as mulheres em Icapuí CE agregam valor ao vegetal e ampliam a renda de suas famílias
Se antes as algas marinhas iam para o mercado europeu, agora ficam em Icapuí gerando alimento e dinheiro
Icapuí. Nem só para peixe está o mar, nem lagosta, ou vento para velejar. O pescador traz peixe e lagosta, e as ondas também trazem comida. Algas marinhas são a base de pratos servidos na merenda escolar em Icapuí. A gelatina ou o mousse de alga marinha que vai para a merenda de creches e escolas públicas é a renda das realizadoras do Projeto Mulher de Corpo e Alga. Elas descobriram na beira do mar um verdadeiro tesouro, porque transforma comida, e também sabão, sabonete, xampu, hidratantes... dinheiro.
Tem quase oito anos que as mulheres da comunidade de Barrinha (foto abaixo), em Icapuí, sabem o que fazer com as algas, aqueles vegetais que se arraigam dentro do mar, mas também ali na areia, nas rochas, servem de comida no ecossistema marinho e, por sua vez, de crianças como Alexia, de 3 anos, filha de Maria Claudinete, mulher de pescador, participante do Projeto Mulher de Corpo e Alga.
Brasil Cidadão
As algas eram retiradas pelas mulheres que vendiam para empresas internacionais, os primeiros a encontrarem o tesouro. O material coletado com mão de obra baratíssima era a base de cosméticos comercializados no mundo. Hoje também é, mas dessa vez são as próprias catadoras que beneficiam e industrializam as algas. As mulheres foram capacitadas pela Fundação Brasil Cidadão, com técnicas sobre produção de alimentos e cosméticos a partir das algas trazidas pelo mar.
"Deixamos de ser só as catadoras para determos todos os processos com a alga. Agora ajuda na nossa renda. É um trabalho que está começando, mas tem tudo para crescer", afirma Maria Leidiane da Silva, a "Biana", das Mulheres de Corpo e Alga, um projeto da Associação dos Moradores da Barrinha (Ambar). Todas as tardes, ao menos 15 mulheres se reúnem na cozinha da casa-sede do projeto para a produção de gelatinas, mousses, iogurtes, panquecas e macarronadas, à base de alga.
A Prefeitura Municipal de Icapuí (foto ao lado) compra tudo o que é produzido no setor de alimentação, abastecendo a merendeira de creches e escolas públicas. Gelatina e mousse são os alimentos mais fabricados. Os principais cosméticos produzidos são sabonete em barra, sabonete líquido, hidratante para a pele e esfoliante. A alga que saía de Icapuí, sem volta, porque industrializada para o mercado europeu, agora fica, e os cosméticos produzidos de forma associativista também complementam a renda das famílias de pescadores. De acordo com as empreendedoras, o dinheiro apurado com a venda é, primordialmente, colocado para pagar as despesas e fazer novos investimentos, depois é dividida uma parte igualmente para os que produziram. "Não é muito, mas é um começo", afirma Leidiane, sobre o meio salário mínimo mensal, em média, para cada participante. As algas marinhas são reconhecidas cientificamente como alimento de alto valor nutricional. Baixo teor em calorias e gorduras, alta concentração de minerais, vitaminas, proteínas e carboidratos são alguns de seus atrativos.
Consideradas alguns dos seres vivos mais antigos da Terra, as algas marinhas são uma das poucas verduras silvestres e um recurso renovável.
A casa de beneficiamento do Projeto Mulheres de Corpo e Alga passou por uma reforma para obedecer às determinação das Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Estão separados os setores de cosméticos e alimentos. Para Leidiane, a expectativa é de que, além do valor agregado às algas, também mais pessoas se agreguem à atividade. "Há empresas interessadas, mas nada que comprometa nossa autonomia".
Participação
15 mulheres participam, atualmente, do beneficiamento de algas no Município de Icapuí. Até 2011, deverão ser investidos R$ 66 milhões no Projeto "Algas do Ceará", que ampliará atividade
Mais informações
Projeto Mulheres de Corpo e Alga, Comunidade de Barrinha
Município de Icapuí - Litoral Leste
Maria Leidiane, (88) 9408.4324
Fonte: Melquíades Júnior; Foto mulher em Icapuí: Claudimar Silva; demais fotos: site de Icapuí

08 Dez 2010
Lancha do piloto Felipe Massa envolvida em acidente no Guarujá, litoral de SP
Uma lancha que pertence ao piloto Felipe Massa se envolveu em um acidente, neste domingo, no Guarujá, litoral de São Paulo. A embarcação, modelo Phantom 500 (50 pés), colidiu com rochas na Costeira do Perequê, na Praia do Perequê, na área conhecida como Ponta da Santa, no momento em que buscava Felipe e a família na Praia da Enseada. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do piloto da Ferrari. Além do acidente com a lancha de Massa, a Capitania dos Portos investiga o incêndio e o naufrágio de uma outra embarcação, também neste domingo.
O piloto estava sozinho na embarcação e passou mal pouco antes do acidente.
- O marinheiro desmaiou durante o trajeto e, quando estava bem próximo às rochas, acordou. Não deu tempo de fazer mais nada. Ele foi levado a um pronto-socorro, mas passa bem - afirmou Raphael E. Pereira Neto, que é responsável pela operação de salvatagem da embarcação.
A lancha está no nome de uma empresa que tem as iniciais FM e é de Florianópolis. Segundo a assessoria de imprensa de Massa, o piloto, ao saber do acidente, foi ao local para socorrer o marinheiro, encaminhado ao pronto socorro de Bertioga. Ele foi liberado e passará por exames para apurar as causas do mal estar.
A Capitania dos Portos passou o dia tentando rebocar a embarcação, mas não conseguiu. Nesta terça-feira, vai voltar ao local do acidente.
Ainda no domingo, ocorreu um outro acidente com embarcação de esporte e recreio. Uma lancha de aproximadamente 30 pés pegou fogo e afundou no Guaiuba. Quatro tripulantes que estavam a bordo foram resgatados por ocupantes de uma outra embarcação. Ninguém ficou ferido.
Fonte: O Globo

07 Dez 2010
Britânicos se despedem de porta-aviões que será desativado

O navio HMS Ark Royal volta ao porto de Portsmouth para que moradores se despeçam antes de ser desativado
Uma multidão enfrentou o frio e a neve na sexta-feira para ver o navio HMS Ark Royal chegar pela última vez ao seu porto de origem, em Portsmouth, na Inglaterra, antes de ser desativado. O comandante do porta-aviões disse que foi um dia "triste", segundo a BBC News.
O governo britânico decidiu aposentar a embarcação como parte do plano de corte de 8% nos gastos em defesa. O HMS Ark Royal será desativado em janeiro, após um desfile em Portsmouth.
Em novembro, a rainha Elizabeth II fez uma visita de despedida ao navio. O evento marcou o 25º aniversário da embarcação em serviço.
Fonte: Terra; Foto: Reuters

06 Dez 2010


MARINHA DO BRASIL
DELEGACIA  EM PORTO ALEGRE
Rua dos Andradas n.º 386, Centro – Porto Alegre – RS – Brasil – CEP 90.020-000

AVISO DE MAU TEMPO

A SALVAMAR SUL esta alertando para a possibilidade  de:
   
AVISOS DE MAU TEMPO.

AVISO NR 850/2010
AVISO DE MAR GROSSO
EMITIDO ÀS 0800 HMG - SEG - 06/DEZ/2010
ÁREA ALFA A PARTIR DE 060300 HMG. ONDAS DE SW/S 3.0/4.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 071000 HMG.

AVISO NR 851/2010
AVISO DE MAR GROSSO
EMITIDO ÀS 0800 HMG - SEG - 06/DEZ/2010
ÁREA BRAVO A PARTIR DE 062000 HMG. ONDAS DE SW/S 3.0/4.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 080000 HMG.

3ºSG-OS SCHOTT
INSPEÇÃO NAVAL

06 Dez 2010
Vida onde não se imaginava

Bactéria encontrada em lago hipersalino e altamente tóxico da Califórnia
As chances de existir vida em outros planetas acaba de aumentar. Pelo menos de acordo com o anúncio feito na tarde desta quinta-feira (2/12) pela Nasa, a agência espacial norte-americana, que destaca a descoberta de um organismo que cresce onde não se imaginava que pudesse existir vida.
O anúncio, transmitido para todo o mundo pela internet, refere-se ao estudo feito por Felisa Wolfe-Simon, do Instituto de Astrobiologia da Nasa, e colegas e publicado na nova edição da revista Science.
Os cientistas descobriram uma bactéria (linhagem GFAJ-1 da família Halomonadaceae) capaz de sobreviver e de prosperar em um ambiente cheio de arsênio. O elemento químico, até então, era considerado altamente tóxico a quase todos os seres vivos.
Da baleia à bactéria Escherichia coli, passando pelo homem e todos os mamíferos, os organismos terrestres dependem dos mesmos seis elementos: oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, fósforo e enxofre.
A bactéria que acaba de ser descrita é a primeira exceção descoberta. E essa inusitada forma de vida não foi encontrada em outro planeta, como inicialmente deu a entender o aviso feito pela Nasa no início da semana, de que divulgaria “uma descoberta em astrobiologia que impactará a busca por evidência de vida extraterrestre”. A bactéria foi encontrada mesmo no hipersalino e altamente tóxico lago Mono, na Califórnia.
Não é uma vida extraterrestre, mas, segundo a Nasa, a descoberta amplia a busca por formas de vida desconhecidas, tanto na Terra como fora dela. Até agora, a busca tem se voltado a planetas com circunstâncias semelhantes às que se consideravam fundamentais para a existência de vida.
Ambientes venenosos – pelo menos para a maior parte dos habitantes da Terra –, como lotados de arsênio, passam a contar. A bactéria é a mais nova personagem entre os organismos extremófilos, capazes de sobreviver em condições extremas e prejudiciais à maioria das formas de vida terrestres.
Após recolher amostras da bactéria no lago californiano, Felisa e colegas realizaram experimentos em laboratório com o organismo. Verificaram que a GFAJ-1 foi capaz de transformar arsênio em fosfatos e até mesmo dispensar o fósforo. O arsênio substituiu o fósforo até mesmo no DNA da bactéria, que continuou a crescer.
“Conhecíamos microrganismos capazes de respirar arsênio, mas agora encontramos um que faz algo totalmente novo: constrói partes de si mesmo com arsênio. Se algo aqui na Terra pode fazer algo tão inesperado, o que mais a vida pode fazer que ainda não vimos?”, disse Felisa.
“A definição de vida acaba de se expandir. À medida que prosseguimos em nossos esforços para procurar por sinais de vida no Sistema Solar, teremos que pensar mais ampla e diversamente e considerar vidas de que não tínhamos conhecimento”, disse Ed Weiler, administrador da divisão de ciência da Nasa.
O artigo A Bacterium that Can Grow by Using Arsenic Instead of Phosphorus (10.1126/science.1197258), de M.Thomas Gilbert e outros, pode ser lido por assinantes da Science em www.sciencemag.org/cgi/content/abstract/science.1197258.
Fonte: Agência FAPESP

06 Dez 2010
Tesouros do mar são vendidos na internet

Sites nacionais e estrangeiros oferecem, sem conhecimento da Marinha, objetos retirados de naufrágios ocorridos na costa brasileira
O patrimônio subaquático brasileiro está ameaçado. Sites nacionais e estrangeiros oferecem objetos retirados de naufrágios ocorridos na costa brasileira sem que a Marinha tenha conhecimento nem mesmo do local em que cada navio afundou. São peças como uma garrafa "de 110 anos", retirada do mar de Ilhabela, no litoral norte paulista, oferecida em um site por R$ 280.
Os destinos desses suvenires podem ser ainda leilões e estantes de caçadores de tesouros. Do aventureiro ao grande empresário, muitos investem dinheiro e tempo para encontrar no fundo do mar metais preciosos ou objetos valiosos disputados por colecionadores no mercado internacional.
Segundo a Diretoria de Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, 1.320 naufrágios de interesse histórico ocorreram na costa brasileira desde o século 16. Um exemplo é o Galeão Sacramento, que naufragou no litoral baiano em 1668 e foi um dos mais explorados. Por US$ 280, um site vendeu em outubro uma moeda de 500 réis, de 1663, que estava no navio (foto). Em outro site americano, especializado em artefatos e moedas de tesouros de navios naufragados, é possível encontrar lotes de moedas da mesma embarcação. A venda nem sempre é ilegal, mas nem todas as peças têm comprovante do naufrágio de origem ou da autorização para sua retirada.
"Em sites, geralmente você acha peças de menor valor monetário, como escotilhas, moedas, garrafas. O material mais caro é vendido em casas de leilão ou no câmbio negro para colecionadores de artefatos náuticos, principalmente do exterior", explica o instrutor de mergulho Maurício Carvalho, que pesquisa história dos naufrágios há 25 anos. Ele conta que o custo para extrair essas peças é alto, mas a lucratividade dos exploradores quando se tem esse tipo de espoliação é grande e compensa os gastos.
Fiscalização. O pesquisador Marcello de Ferrari, que também estuda naufrágios, afirma que, em alguns antiquários de Salvador, é possível encontrar peças retiradas de naufrágios, nem todas retiradas do mar legalmente. "Ninguém vê isso, ninguém fiscaliza. Isso é patrimônio sendo vendido abertamente e duvido que alguém chegue lá cobrando documento."
Para autorizar pesquisas ou explorações, a Marinha exige projeto assinado por um arqueólogo. As atividades estão sujeitas à fiscalização do Distrito Naval, mas a presença do arqueólogo durante as intervenções não é obrigatória. Para comercializar legalmente objetos provenientes de naufrágios, é preciso comprovar que foram retirados com essa autorização.
Fonte: O Estado de S.Paulo

05 Dez 2010
Barco afunda de propósito em Hong Kong

A submersão proposital próximo ao Porto Victoria tinha objetivos de engenharia, mas as autoridades chegaram a achar que se tratava de um acidente. A embarcação de 120 metros apareceu parcialmente submersa no Porto Victoria, em Hong Kong, na semana passada. Ela parece estar afundando, mas na verdade isso é proposital, para construção de um dique.
As autoridades chegaram a receber um alerta e a mandar um barco para o local, mas depois descobriram que não se tratava de um acidente.
Fonte: G1; Foto:AFP

04 Dez 2010
Itajaí SC já vive a Volvo Ocean Race
Há um ano para a largada em Alicante,Espanha, a XIª edição da Regata Volvo Ocean Race começa a ser efetivamente desenvolvida pelas dez cidades sedes em dez países e mais a organização central do maior evento náutico mundial. Itajaí é o único porto-sede da América Latina.
Os Executivos do Portos de Itajaí participaram em Alicante da primeira Conferencia da Regata que passa a agilizar todas ações em terra e mar para o sucesso do evento que será assistido por 800 milhões de pessoas em 150 países.
A cidade será vista diariamente por mais de 100 mil pessoas de todo o mundo através do site www.volvooceanrace.org
Na foto ao lado, a apresentação do troféu da nova edição do evento.
Fonte: Gazeta do Litoral, Itajaí

03 Dez 2010
Passageiro bêbado lança âncora de navio ao mar

Um passageiro de um cruzeiro que viajava pelo Caribe foi preso por jogar a âncora ao mar com o barco em movimento.
Rick Ehlert, de 44 anos (detalhe da foto ao lado), se dirigiu para uma área restrita do barco, pôs luvas e soltou a âncora do navio quando este se encontrava no meio do Golfo do México.
Ele disse que estava bêbado.
O navio MS Ryndam (foto), com capacidade para 1.260 passageiros, ia da Costa Maia no México até a cidade de Tampa, na Flórida.
Ao perceber que a âncora havia sido lançada ao mar, o capitão do navio fez um anúncio pedindo informações aos passageiros. Ehlert foi identificado pelo circuito interno de câmeras do barco.
Ele foi preso e indiciado por tentar causar dano à embarcação e ameaçar a segurança do navio. De acordo com o FBI, Ehlert foi liberado sob fiança de US$ 15 mil (cerca de R$ 26 mil).
Se for condenado, Ehlert, que viajava com a namorada, pode ter que pagar uma multa de US$ 250 mil e ser preso por até 20 anos.
O relatório do FBI diz que a âncora poderia ter feito um furo no casco do navio e causado até o afundamento da embarcação. Ehlert disse aos investigadores que estava bêbado e que o sistema da âncora do navio era similar ao do seu próprio barco. O navio não foi danificado e continuou sua trajetória até a Flórida.
Fonte: Estadão

02 Dez 2010
Marinha fará seleção para estágio de qualificação para Prático
A Diretoria de Portos e Costas (DPC) da Marinha informou que fará processo seletivo para a categoria de praticante de prático no ano que vem para algumas Zonas de Praticagem. O candidato deve ter nível superior de escolaridade e acima de 21 anos de idade.
Praticante de prático é o candidato a prático que, após ter sido selecionado por meio de processo seletivo, está autorizado oficialmente a cumprir estágio de qualificação a bordo de embarcações, sob a supervisão de um prático.
Depois de concluir com sucesso o treinamento, que dura de um a dois anos, o praticante realiza o exame de habilitação, conduzido pela Capitania dos Portos com jurisdição sobre a ZP, para então se habilitar como prático.
O prático assessora os comandantes de navios nacionais e estrangeiros, sendo responsável pelas manobras realizadas em portos brasileiros. A remuneração é variável e pode chegar a R$ 130 mil mensais, caso o porto seja bastante movimentado.
O prático entra em cena numa pequena lancha, que encosta no navio na entrada do porto. Já na cabine de comando do navio, o prático vê o movimento do porto, da maré, do vento, verifica instrumentos, faz cálculos e passa orientações. Ele então move o navio até que pare no cais sem nenhum arranhão. Concluído o trabalho, o prático recebe o pagamento e vai embora.
O prático é certificado em apenas uma Zona de Praticagem (ZP), que é a área geográfica dentro da qual se realizam os serviços de praticagem. Existem atualmente 22 Zonas de Praticagem no país, relacionadas nas Normas da Autoridade Marítima para o Serviço de Praticagem, disponíveis no site www.dpc.mar.mil.br. O prático somente pode mudar de ZP mediante classificação em processo seletivo, dentro do número de vagas estabelecido para cada ZP.
O número de vagas, a data da abertura de inscrições e demais informações sobre o processo seletivo para praticante de prático serão divulgadas por meio de edital a ser publicado no “Diário Oficial da União” e no site www.dpc.mar.mil.br no decorrer do primeiro semestre de 2011 - veja aqui o último edital de 2008.
A DPC informa que já estão disponíveis no site www.dpc.mar.mil.br as provas escritas aplicadas nos processos seletivos realizados em 2006 e 2008.
Fonte: G1

1º Dez 2010
IIº Rally Náutico Motoryama

A Motoryama, principal revenda de embarcações do RS, está promovendo o IIº Rally Náutico Motoryama, uma competição de regularidade para lanchas, inspirada nas disputas com automóveis. O objetivo é navegar no tempo certo, nem atrasado, nem adiantado. Quem for o mais regular, vence. A largada ocorrerá no próximo sábado, dia 4, com percurso pelo Rio Guaíba e Delta do Jacuí. É imprescindível a utilização de GPS.
As inscrições para o evento podem ser feitas na sede da Motoryama da Av. Farrapos, 3946, ou pelo e-mail rogerio@motoryama.com.br.

29 Nov 2010
Alinghi renuncia à Taça América

O sindicato suíço Alinghi, duas vezes vencedor da Taça América, anunciou que vai renunciar à próxima edição da mais antiga prova de vela mundial, em 2013.
«Após um exame pormenorizado ao protocolo [regulamento] e a outras iniciativas levadas a cabo pelo detentor do troféu [Team BMW Oracle] e pelo desafiador italiano [o sindicato italiano Mascalzone Latino], o Alinghi concluiu que as condições tornam impossível a participação na 34.ª Taça América», lia-se num comunicado da equipa helvética que, assim, seguiu o exemplo dos britânicos Team Origin, liderados pelo tricampeão olímpico Ben Ainslie, e dos alemães do Team Germany, que nas últimas semanas abdicaram da participação no evento.
Vencedores nas edições de 2003 e 2007, recorde-se que os responsáveis do Alinghi perderam, em Fevereiro, a prestigiada prova de match racing para o trimarã norte-americano BMW Oracle, após uma longa batalha judicial por causa do tipo de veleiros a utilizar e das condições de prova, que são prerrogativa dos detentores da taça em concertação com a equipa que os desafia.
Fonte: A Bola,Pt

26 Nov 2010
Adolescentes passam 50 dias à deriva, comendo gaivotas

Após passarem 50 dias à deriva em um pequeno bote, três adolescentes foram resgatados no Oceano Pacífico pela tripulação de um barco de pesca de atum. Samuel Perez e Filo Filo, de 15 anos, e Edward Nasau, de 14, sobreviveram comendo gaivota e bebendo água da chuva, segundo o jornal australiano "Daily Telegraph", ligado ao homônimo britânico.
Os três estavam desidratados, com queimaduras de sol e esfomeados quando foram localizados. Eles já tinham começado a beber água do mar porque nos dias anteriores não havia chovido. Os adolescentes desapareceram em 5 de outubro em Tokelau, conjunto de recifes de coral que pertence à Nova Zelândia.
Após buscas frustradas, um funeral chegou a ser realizado em memória dos três no mês passado. Eles foram avistados na tarde de quarta-feira por pescadores do barco San Nikunau, em área de mar aberto ao norte das ilhas Fiji, a 1.300 quilômetros de onde eles haviam desaparecido.
Os três devem chegar às ilhas Fiji na sexta-feira
Segundo o primeiro marinheiro do San Nikunau, Tai Fredricsen, os garotos começaram a acenar desesperadamente quando viram o barco. De acordo com ele, os três estão descansando agora, ouvindo música e assistindo a desenhos animados na TV.
Eles telefonaram para suas famílias de dentro do barco e devem chegar na sexta-feira a Suva, capital de Fiji. Lá receberão tratamento antes de seguirem para Tokelau. Segundo o marinheiro, o barco não costumava passar pelo local onde os três foram encontrados, o que fazia o resgate ser ainda mais improvável.
Fonte: O Globo

25 Nov 2010
Piratas somalis são condenados à prisão perpétua nos EUA

Julgamento foi inédito nos últimos dois séculos nos EUA
Cinco jovens somalis foram condenados à prisão perpétua por atos de pirataria cometidos contra um navio da Marinha americana em abril.
Foi o primeiro julgamento de um caso de pirataria marítima em quase 200 anos nos Estados Unidos.
Promotores afirmam que os jovens atacaram o navio USS Nicholas por engano, confundindo-o com um navio mercante, e almejavam obter ao menos US$ 40 mil (R$ 69 mil) em resgate pela embarcação.
Já os advogados de defesa alegaram que os jovens eram pescadores pobres que foram forçados por piratas a atacar o navio e que usaram suas armas de fogo no episódio apenas para chamar atenção e obter ajuda.
Os réus, têm cerca de 20 anos, foram detidos em abril, junto com seis outros supostos piratas capturados dias depois perto de Djibuti.
Eles foram condenados por pirataria, por ataque com objetivo de saquear uma embarcação marítima e por agressão com arma perigosa.
O julgamento ocorreu em Norfolk, no Estado americano de Virgínia, uma das maiores bases navais dos EUA e porto do USS Nicholas. O navio estava navegando a costa leste da África justamente em uma missão antipirataria quando foi atacado.
Resgates milionários
No início de novembro, outros grupos de piratas somalis receberam estimados US$ 12,3 milhões (R$ 21,3 milhões) em resgate, em troca da liberação de dois navios e seus tripulantes.
O resgate do petroleiro sul-coreano Samho Dream custou cerca de US$ 9,5 milhões, uma soma recorde paga aos corsários. O navio, que levava US$ 170 milhões em petróleo do Iraque aos Estados Unidos, havia sido sequestrado em abril.
Outro resgate milionário - US$ 2,8 milhões - foi pago pela liberação do Golden Blessing, um navio de bandeira de Cingapura com tripulação de 23 chineses, sequestrados também em abril.
Acredita-se que ao redor de 25 navios ainda estejam na costa da Somália sob o domínio de piratas, atuantes principalmente no golfo de Áden, uma das rotas marítimas mais movimentadas e perigosas do mundo.
Entre janeiro e setembro de 2010, piratas invadiram 128 navios, em ações que resultaram em um tripulante morto, 27 feridos e 773 feitos reféns, segundo o Birô Marítimo Internacional. É o índice mais alto de sequestros nos últimos cinco anos, e os piratas somalis são responsáveis pela maioria dos casos.
A fragilidade do governo somali é apontada como um dos fatores que facilitam a atuação dos piratas.
Uma corte especial para julgar os corsários detidos foi montada no Quênia, a partir de acordo firmado com a União Europeia, os Estados Unidos, a Grã-Bretanha, o Canadá, a China e a Dinamarca.
Fonte: O Globo

25 Nov 2010
Leilão de veleiro Wind 43 em Rio Grande RS

No próximo dia 9 de dezembro, às 9 horas, a Receita Federal vai leiloar em Rio Grande RS um veleiro Wind43. O lance mínimo é de R$200 mil.
Pessoas físicas poderão oferecer lances com CPF.
O pagamento poderá ser feito só à vista, em moeda corrente ou em cheque de emissão do próprio proponente.
Sobre o valor da arrematação poderá haver incidência de ICMS, mas não haverá incidência de tributos federais.
Informações sobre o leilão serão prestadas pela Comissão de Licitação, no horário das 14h às 17h, na própria Alfândega da Receita no Porto do Rio Grande ou pelos telefones (53) 3234 4451 e (53) 9152 4039.
Veja o Edital da Receita Federal (última página).
Foto: Divulgação Receita Federal

24 Nov 2010
Expedição Tara Oceans estuda a biodiversidade invisível dos oceanos

Um projeto ambicioso, apoiado por uma estrutura grandiosa, tem como principal objetivo estudar alguns dos menores e mais desconhecidos seres vivos da Terra. Iniciada no ano passado, a expedição Tara Oceans vai percorrer durante três anos os principais mares do planeta, coletando amostras e analisando o plâncton, um coletivo de micro-organismos que vivem ao sabor das correntes marinhas e vão de vírus a proto-animais. Esse conjunto de seres vivos é responsável pela produção de metade do oxigênio que respiramos e pela retenção de 60% do carbono do mundo que, caso escapem para a atmosfera, piorará em muito o problema do aquecimento global.
Em pouco mais de um ano de viagem, iniciada em setembro do ano passado, a equipe da Tara Oceans já recolheu mais de 12 mil amostras da água do mar em várias profundidades de diversos pontos do globo, do Mediterrâneo à costa da Ilha de Madagascar, no Oceano Índico. Este material passa por análises tanto em laboratórios a bordo do veleiro de 36 metros - onde são levantados dados como as propriedades fisicoquímicas da água, além de fotografados alguns dos micro-organismos por meio de um equipamento especial -, quanto em terra, onde são conduzidas avaliações genéticas e moleculares do plâncton. E o que os estudos têm revelado surpreendeu até o diretor científico da expedição, o biólogo Eric Karsenti: de 80% a 90% das sequências genéticas analisadas e identificadas até ágora nunca tinham sido registradas antes.
Fonte: Estadão

22 Nov 2010
Há cem anos, marinheiros pediram fim da chibatada na Marinha

Há cem anos, em 22 de novembro de 1910, quatro navios encouraçados apontaram seus canhões para o Rio.
Um deles atirou, acertando um cortiço. Duas crianças morreram no ataque.
Essa descrição não corresponde a uma guerra internacional. Os navios eram, na verdade, da própria Marinha brasileira, e a ameaça fazia parte do protesto pelo fim dos castigos físicos aplicados a seus marujos.
Era a chamada Revolta da Chibata, liderada pelo marinheiro João Cândido, na época com 30 anos de idade, conhecido entre colegas como "Almirante Negro".
A questão da cor era, aliás, um dos ingredientes do motim. Enquanto os oficiais da Marinha eram brancos e vinham da elite, os marujos eram, no geral, negros. A escravidão tinha sido abolida em 1888, no Brasil. As disparidades sociais persistiam.
"Considero ele o primeiro herói brasileiro do século 20", diz Fernando Granato, autor da biografia "João Cândido" (ed. Selo Negro, R$ 21, 128 págs.), lançada neste ano. "Ele dominou o Rio por quatro dias!"

ESTOPIM
A revolta da chibata começou após o marujo Marcelino Rodrigues Menezes, conhecido como "Baiano", receber 250 chibatadas por tentar entrar em um navio com duas garrafas de cachaça.
Entre os quatro navios revoltosos, o líder era o sofisticado e potente encouraçado Minas Gerais, orgulho da Marinha do país, comprado recentemente da Inglaterra.
Após o disparo que atingiu o cortiço, a população do Rio entrou em pânico. "Todos que puderam fugiram", conta Fernando. "Imagine os navios apontando para a cidade, prestes a atirar."
O motim terminou, em 26 de novembro, após o governo negociar com os revoltosos e prometer o fim da chibata.
Foi prometido também o perdão aos rebeldes. Dias depois, porém, diversos deles foram expulsos da Marinha ou presos. O próprio João Cândido passou a vida perseguido. E morreu na miséria, em 1969.

CHEGA DE CHICOTE!
Em 22 de novembro de 1910, 2.379 marujos se rebelaram contra os castigos corporais praticados na Marinha
Os navios Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Deodoro, ancorados na baía de Guanabara, ameaçaram disparar os canhões contra a cidade do Rio de Janeiro
A revolta coincidia com a posse do presidente Hermes da Fonseca, ocasião em que diversos representantes estrangeiros estavam no país e poderiam repercutir a revolta internacionalmente
A chibata era uma espécie de chicote. O uso do instrumento para punir falta de disciplina era previsto por lei
A tripulação do Minas Gerais era de 887 marujos e 107 oficiais, além de oito carrascos
Fontes: 'Brasil, 500 anos em documentos' (de Ivan Alves Filho); 'João Cândido' (de Fernando Granato)
Fonte: Folha Online
Revolta da Chibata completa 100 anos
A Revolta da Chibata, movimento dos marinheiros brasileiros comandados pelo “Almirante Negro” João Cândido, completou 100 anos nesta segunda (22). Leva esse nome justamente porque os marinheiros, em pleno limiar do século 20, sofriam com um castigo brutal: as chibatadas, nos tempos nefastos da escravidão, findada 22 anos antes. Ao lado dessa verdadeira tortura, as condições dos militares subalternos nos navios de guerra do Brasil eram extremamente desumanas, tanto em relação ao estafante e degradante trabalho nas naus quanto à alimentação e aposentos, um cenário que lembrava os mais cruéis navios negreiros. Um detalhe: a maioria dos marinheiros era formada por negros e mulatos.
Para os mato-grossenses, no entanto, a Revolta da Chibata seria para ter um ingrediente muito particular. Um dos oficiais que comandavam a tortura e mantinham sob as cruentas condições aqueles seres humanos oriundos das classes mais pobres da população brasileira era um homem nascido em Mato Grosso. Seu nome: João Batista das Neves, capitão-de-mar-e-guerra, então comandante do Encouraçado Minas Gerais, palco central da revolta.
Batista das Neves, cujo nome batiza uma pequena rua no centro de Cuiabá, aquela que começa na rua 24 de Outubro e termina num beco que dá para a avenida Mato Grosso, nasceu a 28 de junho de 1856. Começou na Marinha brasileira como guarda em 1874, depois foi promovido a segundo-tenente em 1876; primeiro-tenente em 1880; capitão-tenente em 1893, quando teve participação importante na Revolta da Armada em 1893.
Mesmo com seu passado rebelde, Batista das Neves não titubeou em reprimir seus marinheiros. Afinal, ele foi um rebelde de uma revolta elitista da Marinha brasileira, que se opunha à pueril República que nascera quatro anos antes. Dezessete anos depois, já com a patente de capitão-de-mar-e-guerra, Batista das Neves estava à frente do Encouraçado Minas Gerais. A revolta dos marinheiros começou ali. O militar mato-grossense morreu junto com três outros oficiais. A literatura histórica publicada em Mato Grosso faz pouca menção a esse episódio e quando a ele se refere, apresenta Batista das Neves como um personagem vítima de “vândalos” que tomaram de assalto seu navio.
Ao tomarem de assalto o Minas Gerais, imediatamente os marinheiros ganharam o apoio do segundo maior navio da Marinha na época, o Encouraçado São Paulo e de pelo menos mais meia dúzia de outras embarcações menores. O cenário era a Baia de Guanabara e o alvo, nada menos que a sede do governo federal, o Rio de Janeiro. Os marinheiros ameaçaram bombardear a capital caso suas reivindicações não fossem atendidas.
A principal das reivindicações era a abolição definitiva das chibatas como castigo físico. Mas também melhores condições de sobrevivência nos navios, incluindo aí alimentação adequada e locais de pouso decentes. Os rebeldes queriam ainda aumento de salários e redução da jornada de trabalho. O movimento também se posicionou contra outros castigos corporais previstos no código disciplinar, tais como a palmatória, a prisão a ferros e a solitária.
Como o governo federal – comandado pelo presidente marechal Hermes da Fonseca –, e o comando da Marinha estavam relutantes em aceitar as exigências dos revoltosos, um ultimato foi dado sob a ameaça de abrirem fogo contra o Distrito Federal. Alguns tiros de canhões foram disparados, até que o governo resolveu negociar.
A revolta: A revolta começou depois da punição do marinheiro Marcelino Rodrigues Menezes, do Encouraçado Minas Gerais, a caminho do Rio de Janeiro. Numa briga com um cabo, Marcelino o feriu com uma navalha e por isso foi punido com as 25 chibatadas, conforme previa o severo código disciplinar da época. Mas os comandantes decidiram aplicar a pena de 250 chicotadas, o que causou indignação da tropa. João Batista das Neves não estava no navio quando a revolta estourou. Ele jantava a bordo do navio escola francês Dugay Trouin. Ao retornar, foi aprisionado e acabou sendo executado junto com outros três comandantes.
A Revolta da Chibata mobilizou mais de 2 mil marinheiros de praticamente todos os navios da Marinha ancorados na Baía da Guanabara. Durou de 22 a 27 de novembro de 1910. Na carta apresentada ao governo, exigia-se “acabar com os castigos corporais, melhorar nossa comida e dar anistia a todos os revoltosos. Senão, a gente bombardeia a cidade, dentro de 12 horas".
O governo não conseguiu entrar num acordo com o Congresso Nacional e o comando da Marinha. A primeira reposta foi um contra-ataque. Mas como os navios eram de pequeno porte, logo foram derrotados. Diante do impasse, cinco dias depois, em 26 de novembro, o governo federal aceitou as reivindicações e confirmando a anistia. Os revoltosos se entregaram, mas dois dias depois o marechal Hermes da Fonseca não cumpriu sua palavra. Cedendo às pressões dos comandantes da Marinha, a anistia foi revogada e todos os revoltosos presos, sendo alguns expulsos e outros mandados para o desterro em seringais da Amazônia pra trabalhos forçados ou nas instalações de linhas telegráficas do marechal Rondon pelo Oeste de Mato Grosso até o Amazonas.
O líder João Cândido foi preso no dia 4 de dezembro no presídio da Ilha das Cobras, onde ocorreu nova revolta dos fuzileiros navais. O local é bombardeado matando mais de 500 revoltosos. Os mais de 100 que sobraram sofreram horrores na prisão. João Cândido e mais 17 foram confinados numa cela com cal virgem. Somente o “almirante negro” e outro militar sobreviveram. Depois o líder foi internado num hospício no Rio de Janeiro. Os que sobraram da revolta – ele e mais dez outros marinheiros –, foram julgados e absolvidos dois anos depois da revolta, mais exatamente no dia 1 de dezembro de 1912. João Cândido sobreviveu até 1969, quando faleceu pobre e esquecido numa favela carioca.Batista das Neves foi um dos militares mato-grossenses com maior destaque na história política e militar do Brasil no final do século 19 e início do século 20.

Fonte: ExpressoMT

21 Nov 2010
Vida de "marinheiro"

Funcionários de marinas dificilmente navegam, mas são conhecidos por "marinheiros". São eles que auxiliam os donos a carregarem seus barcos com o que vão consumir a bordo, e fazem a limpeza das embarcações depois dos passeios, dentre outras fainas de manutenção a bordo, nos trapiches e nos hangares.
Dia desses, um marinheiro da marina de Los Cabos, no México, teve uma incumbência extra, tendo que embarcar nos braços a atriz americana Juliette Lewis, 37 anos, com vasta filmografia e indicação para o Oscar.
Fonte: Quem

19 Nov 2010
Paul McCartney: convites para velejar

Depois de vazar a informação de que Paul McCartney gostaria de fazer um passeio de barco pelas águas de Angra dos Reis, não faltou convite de gente importante disposta a recebê-lo em suas embarcações. Um dos convites teria partido de um especialista: o medalhista olímpico Lars Grael, fã do ex-Beatle e grande nome da vela no país.
Fonte: Veja

18 Nov 2010


MARINHA DO BRASIL
DELEGACIA  EM PORTO ALEGRE
Rua dos Andradas n.º 386, Centro – Porto Alegre – RS – Brasil – CEP 90.020-000

AVISO DE MAU TEMPO

A SALVAMAR SUL esta alertando para a possibilidade  de:
   
AVISOS DE MAU TEMPO.

AVISO NR 821/2010
AVISO DE MAR GROSSO/MUITO GROSSO
EMITIDO ÀS 1200 HMG – QUA – 17/NOV/2010
ÁREA BRAVO AO SUL DE 28S. ONDAS DE E/NE 3.0/4.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 190000 HMG.
ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO  NR 814/2010

AVISO NR 822/2010
AVISO DE MAR GROSSO
EMITIDO ÀS 1200 HMG – QUA – 17/NOV/2010
ÁREA ALFA A LESTE DE 048W. ONDAS DE E/NE PASSANDO SE/E 3.0/4.0 METROS.
VÁLIDO ATÉ 191200 HMG.
ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 818/2010.

 

18 Nov 2010
Itália: homem é resgatado após dias à deriva sem comida

Um homem que estava à deriva no mar foi resgatado nesta quarta-feira, depois de passar vários dias sem comida nem água, próximo a Nápoles, na Itália. Hassan Hamut não conseguiu voltar à costa depois que o motor de seu barco falhou.
Hamut foi encontrado pela tripulação do navio espanhol Marques de la Ensenada, depois de ter disparado um sinalizador pedindo socorro. Ao se aproximarem da pequena embarcação, os marinheiros espanhóis descobriram que o homem estava à deriva há vários dias, e que não possuía água potável nem comida.
Segundo o Comando Marítimo da Otan em Nápoles, mecânicos tentaram consertar o motor do barco de Hamut, mas não conseguiram. O homem foi levado para a costa a bordo do navio espanhol e passa bem, de acordo com autoridades.
Fonte: Terra; Foto: Marinha da Espanha/Divulgação

18 Nov 2010
Champagne mais antigo do mundo é degustado na Finlândia

O champagne mais antigo do mundo, uma bebida de dois séculos de idade descoberta este ano nos restos de um barco afundado no mar Báltico, tinha poucas bolhas e apresentava um forte odor acre, observou nesta quarta-feira um jornalista da AFP, que participou da degustação.
Depois de desmentir a notícia por ocasião da descoberta da bebida, a vinícola Veuve-Cliquot reconheceu em um comunicado publicado nesta quarta-feira que três ou quatro das 168 garrafas encontradas levavam seu rótulo.
A grande maioria das garrafas foram fabricadas pela Juglar, vinícola hoje desativada. Cerca de 100 apreciadores da bebida e jornalistas assistiram à abertura de duas garrafas.
Uma vez retiradas as rolhas com extremo cuidado, um forte cheiro ácido se espalhou pela sala. Servido nas taças, o espumante apresentou poucas bolhas.
Exploradores suecos descobriram as garrafas em julho na costa da Finlândia, perto do arquipélago autônimo de Aaland, onde as autoridades organizaram a degustação.
As garrafas estão em perfeito estado de conservação e aparentemente faziam parte de um carregamento de champagne enviado pelo rei da França, Luis XVI, à corte imperial da Rússia.
Fonte: AFP

17 Nov 2010
Maltese Falcon: Capaz de Cruzar o Atlântico em dez dias

Fabricado pelo estaleiro italiano Perini Navi, o Maltese Falcon costuma ser apontado como o maior e mais caro veleiro do mundo. Foi construído a pedido do americano Tom Perkins, magnata do Vale do Silício, na Califórnia, que financiou a empreitada do Google e é um dos diretores da News Corporation, dona de jornais como o ‘Sunday Times’. No ano passado, a investidora grega Elena Ambrosiadou comprou o barco por 162 milhões de reais. Como ela diz ter uma agenda profissional de dezesseis horas por dia, de segunda a domingo, mal pode curtir o mimo. Resolveu, daí, investir num novo negócio: alugá-lo para gente com bala na agulha para desembolsar pouco mais de 1 milhão de reais por semana.
O Falcon alcança velocidade de cruzeiro de 16 nós e cruza o Oceano Atlântico em dez dias — a travessia a vela leva normalmente entre 14 e 21 dias. Com 88 metros, dispõe de quinze velas controladas por computador, divididas em três mastros de fibra de carbono. Imagine o que Pedro Álvares Cabral ou Cristóvão Colombo não fariam com um destes!
Fonte: Veja

16 Nov 2010
Libertado casal britânico sequestrado há mais de um ano

Piratas somalianos libertaram na semana que passou um casal britânico de aposentados, sequestrado há mais de um ano ao largo das Seychelles, quando seguia a bordo do seu veleiro, segundo testemunhou um correspondente da AFP em Adado, centro da Somália.
Paul e Rachel Chandler chegaram a esta cidade próxima da fronteira com a Etiópia e foram entregues pelos piratas às forças do auto-proclamado governo da região autônoma Himan e Heeb.
De acordo com a AFP, o casal parecia fatigado, mas foi com alegria que receberam celulares para telefonar mal entraram no quartel-general desta administração, sob forte segurança.
Fonte: Diário de Notícias

16 Nov 2010
Golfo do México reaberto à pesca quase um ano após o acidente com plataforma de petróleo

O Golfo do México foi segunda feira quase completamente reaberto à pesca, sete meses depois da explosão e naufrágio da plataforma Deep Horizon, da petrolífera BP, na origem da pior maré negra da história dos Estados Unidos.
A Agência Oceânica e Atmosférica norte-americana (NOAA, na sigla em inglês) afirmou, em comunicado, que reabriu à pesca uma zona de quase 22 mil quilómetros quadrados, o que faz com que 99,6 por cento das águas federais do Golfo do México estejam já reabertas às atividades piscatórias.
Apenas uma zona de cerca de 1700 quilómetros quadrados, situada em torno do local onde estão os tubos danificados de crude, continua interditada à pesca comercial ou de lazer.
Fonte: RTP

12 Nov 2010
Navio que ficou três dias à deriva no México é resgatado
O navio de cruzeiro Carnival Splendor, que ficou três dias à deriva no litoral mexicano, retornou nesta quinta-feira aos Estados Unidos. Seis rebocadores levaram o navio ao Porto de San Diego, na Califórnia. Um incêndio danificou a casa de máquinas do transatlântico, que ficou sem energia. Um porta-aviões americano chegou a ser acionado para mandar mantimentos aos quase 4,5 mil passageiros e tripulantes.
Fonte: Terra

11 Nov 2010
Paul McCartney pode ir ao Rio para velejar, diz jornal

Para a alegria dos fãs, o cantor, que não vai fazer show na cidade, pode dar uma passadinha por lá
Para a tristeza dos fãs cariocas, Paul McCartney não vai fazer shows no Rio, mas parece que o ex-Beatle vai dar pelo menos uma passadinha pela Cidade Maravilhosa.
Segundo a coluna de Ancelmo Gois, do jornal "O Globo", Paul teria pedido à sua produção um barco para velejar e o empresário Luiz Oscar Niemeyer vai convidá-lo para matar a saudade da Baía de Guanabara.
Há 20 anos, quando veio a primeira vez para o Brasil, ele navegou por lá.
Fonte: Ego/Globo
Foto: arquivo 2008

10 Nov 2010
Velejadores franceses assaltados em Itaparica BA

A Bahia continua com sérios problemas de segurança. Já mataram um velejador, o Abel, a bordo de um catamarã ancorado em frente da cidade/marina e assaltos são constantes. Efetivamente nada é feito...
Acabei de pintar o fundo do Jamaluce na parede da bica, e vou seguir viagem para o sul amanhã pela manhã. Ontem, mais uma vez um caso de violência em Itaparica. Um casal de velejadores franceses, ao retornar de uma pizzaria por volta das 2200h, foi assaltado e o homem levou varias facadas e foi hospitalizado aqui em Itaparica. Ate agora ninguém sabe o estado dele. Estão tentando abafar o caso, pois, nem a policia quer dar informações e a administração da Marina não quer falar nada. Aconteceu no cais a uns 100 metros da Marina .
Quando isso vai acabar ?
"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da honra, desanimar-se da justiça, e ter vergonha de ser honesto!" (Ruy Barbosa - 1917)
Colaboração: Jan Ludwig Engels (Jamaluce); publicado por Fernando Maciel (Planeta Água).
[POPA] Em tempo: Diversos participantes do Cruzeiro Costa Leste foram assaltados em Salvador nos passeios pela cidade.

10 Nov 2010
Navio com 4,5 mil a bordo fica à deriva na costa do México
Após incêndio em sala de máquinas, passageiros do Carnival Splendor ficaram sem ar-condicionado ou comida quente
Um incêndio na sala de máquinas deixou um navio com 4,5 mil pessoas à deriva no Oceano Pacífico em frente à costa do México.
Rebocadores dirigiam-se ontem, terça-feira, em direção ao navio Carnival Splendor, a cerca de 320 km ao sul de San Diego, nos Estados Unidos, após um incêndio na madrugada de segunda-feira.
Em um comunicado a Carnival Cruise Lines acrescentou que os passageiros não tinham ar-condicionado ou comida quente, e a “embarcação esteve operando com geradores auxiliares e os engenheiros não puderam restaurar mais energia para o navio".
Fonte: Terra

09 Nov 2010
Cadete de 25 anos morre em navio-escola alemão, em Salvador BA

Uma cadete de 25 anos morreu após cair de uma verga de mastro do famoso navio-escola alemão Gorch Fock, atracado em Salvador, Bahia, conforme divulgação das Forças Armadas da Alemanha ontem, segunda-feira.
O acidente ocorreu durante exercício de subida às vergas do navio veleiro, (foto ao lado), tendo a marinheira caído no convés, informaram oficiais da Marinha alemã.
O navio de 3 mastros desatracou de Kiel em 20 de agosto passado com 229 marinheiros a bordo, em missão de treinamento pela América do Sul, a mais longa viagem na história do navio.
A morte da moça, há 3,5 anos nas Forças Armadas alemãs, foi a quinta neste navio, desde que foi construído em 1958. O último acidente com morte ocorreu em setembro de 2008, quando uma marinheira candidata a oficial, de 18 anos, caiu do convés superior no mar durante uma noite de serviço no Mar do Norte, com o navio a todo pano.
Fonte: The Local Europe GmbH; Tradução livre do Popa.

08 Nov 2010
Um roqueiro velejador em Porto Alegre

O show de Paul McCartney estava impecável. Foi um show histórico. Repertório magnífico, performance excepcional. Aos 68 anos, tocou durante 3 horas sem parar. Com o estádio lotado (arquibancadas e campo), disse coisas como "Ah... Eu sou gaúcho!".
Que se saiba, Paul não velejou em Porto Alegre, mas não foi por falta de convite...
Emocionante. Paul McCartney veio a Porto Alegre para encantar os gaúchos, definitivamente. De terno roxo, camisa branca, calça preta e os característicos suspensórios, Paul esbanjou uma performance invejável no palco montado no estádio Beira-Rio e arrebatou o público com seu gauchês:
“Mas, bah, tchê!”, “Trilegal” e o famoso “Ah, eu sou gaúcho” foram as expressões que Paul intercalou com “Obrigado, Brasil” e “Obrigado, Porto Alegre” e que serviram para que ele conquistasse de vez a simpatia do público gaúcho.
Assistiram o show alguns velejadores, como os Comtes Luiz Morandi Chamonix, Jorge Zaduchliver, Cylon Rosa Neto e o Toco.

08 Nov 2010
A frenética navegação a solo no Atlântico

O skipper francês Franck Cammas - detentor do actual recorde de circum-navegação em menos de 50 dias - está já a antecipar a sua chegada triunfal em Point a Pitre, Guadalupe, meta da travessia solitária Route du Rhum, iniciada há seis dias em Saint Malo (França).
A menos de mil milhas da linha de chegada, Cammas procura os ventos alíseos de nordeste para garantir que a sua estratégia a sul da frota de multicascos gigantes (com 30 metros de comprimento) seja realmente a ideal. Mas as condições meteorológicas este ano estão a testar toda a paciência e resistência física dos skippers solitários, que encontram ventos variáveis em direcção e força, no lugar do sopro constante e favorável dos alíseos.
A rotina a bordo tem-se por isso alterado, com os skippers solitários a realizarem frenéticas trocas de velas a fim de optimizar a performance destes imensos veleiros multicascos. A bordo do trimarã Groupama, Franck Cammas já nem consegue descansar nos escassos 15 minutos de sono a cada duas horas.
Com dois rivais nos seus calcanhares - a este, o skipper veterano Francis Joyon e, a norte, Thomas Coville, ambos a desfrutar de uma brisa mais forte, cerca de 200 milhas atrás do líder -, Cammas tem-se afadigado nas manobras com o enorme veleiro a navegar num mar confuso.
"A vigília tem sido constante, não só aos meus rivais mais próximos mas ao mar agitado e ao vento que ora sopra mais forte ora mais fraco, obrigando-me a mudar as velas constantemente de forma a extrair a máxima velocidade possível e, ao mesmo tempo, evitar uma capotagem", disse Cammas, preocupado com a velocidade do seu rival Joyon, que, ontem, registou a incrível marca de 534,4 milhas (mais de 960 km) navegadas em 24 horas!
Os veleiros das demais categorias ainda se encontram a meio da rota de 3500 milhas e já há mais baixas na frota devido a avarias.
Os actuais detentores da Taça América - os americanos do BMW Oracle Racing Team - continuam o tour de apresentação do mais antigo troféu desportivo, desde a sua vitória em Fevereiro deste ano, em Valência (Espanha). Depois de ser exibida na Nova Zelândia, Itália e em várias cidades dos Estados Unidos, a taça agora será exposta no Royal Canadian Yacht Club em Toronto, homenageando assim alguns dos tripulantes da equipa que são canadianos.
O skipper americano Brad van Liew, líder da 1.ª etapa da regata de circum-navegação Velux 5 Oceans, está a investir todas as suas forças para manter-se à frente na rota à Cidade do Cabo (África do Sul), depois de três semanas de navegação desde La Rochelle (França). A largo do Brasil, Van Liew terá de negociar a complicada passagem através do Atlântico Sul, além da ilha de Santa Helena, atento ao seu rival polaco Gutek, que navega a 22 milhas de distância.
Fonte: DN Desporto

07 Nov 2010
Piratas somalis recebem resgate recorde por navio sul-coreano

Piratas somalis dizem ter recebido resgate recorde no valor de US$ 9,5 milhões para liberar supertanque de petróleo sul-coreano Samho Dream, que havia sido sequestrado no início de abril.
O Samho Dream (foto), que pode transportar mais de 2 milhões de barris de petróleo bruto, foi sequestrado e sua tripulação de 5 sul-coreanos e 19 filipinos ficou como refém, na embarcação que carregava mais de US$ 170 milhões em petróleo do Iraque para os Estados Unidos.
"Agora estamos contando nosso dinheiro e em breve devemos sair do navio", disse um pirata que disse se chamar Hussein à Reuters.
Andrew Mwangura, coordenador do Programa de Assistência Marítima do Leste Africano, disse que a quantia é a maior já paga a piratas desde que eles começaram a onda de sequestros a navios.
"Inicialmente, eles pediram US$ 20 milhões. O que posso confirmar é que os negociadores me disseram ter concordado em destinar um montante de no máximo 9 milhões. Esta pode ser a maior quantia pagas a piratas até o momento", disse Mwangura, que fica no porto de Mombasa, no Quenia.
Fonte: Terra

06 Nov 2010
Novo presidente da SOAMAR Porto Alegre

O Comandante Geraldo Sperb foi eleito presidente da SOAMAR - Sociedade Amigos da Marinha - Porto Alegre, em solenidade realizada na Delegacia da Capitania dos Portos da capital gaúcha.
Velejador e lancheiro inveterado, o comandante Sperb pretende renovar a  entidade, cuja atuação está relacionada a atividades da Marinha do Brasil, incutindo na sociedade o interesse pela atividade marítima.

05 Nov 2010
Se a Apple fizesse iates, eles seriam assim

Alumínio, madeira e vidro. Muito vidro. Uma redoma de vidro cobrindo a suíte principal. Um carpete persa de vidro na sala de estar. Escadas de vidro semelhantes às da Apple Store. O Beluga parece um apartamento criado por Jon Ive.
O iate "Beluga, Emperor of the Seven Seas", na verdade criado por Will Erens, tem cinco suítes com varandas extensíveis, sauna a vapor, uma academia de ginástica que parece da nave Enterprise, e até uma sala de cinema. Só que a melhor parte é o deque de 60m² com uma piscina de 14m de extensão e uma estufa embutida e um jardim.
Fonte: Gizmodo

03 Nov 2010
Maior navio do mundo zarpa no mar Báltico para viagem inaugural

O maior navio do mundo, o "Allure of the Seas", zarpou neste sábado no mar Báltico para sua primeira viagem, na qual precisará baixar suas chaminés retráteis para passar sob a ponte de Storebaelt, na Dinamarca.
Allure of the Seas é o maior navio do mundo. Foto: AFPÀs 16H18 locais (14H18 GMT), o cruzeiro gigante que na sexta-feira deixou o estaleiro da STX, na Finlândia, onde foi montado, passou por debaixo da ponte de Storebaelt, uma das mais altas da Europa, indicou à AFP um funcionário da A7S Storebaelt, que participou da construção do o "Allure of the Seas".
"Passou sem problemas", disse Kristian Andreasen, vigilante técnica da empresa.
Cerca de 2.000 pessoas estavam em uma praia vizinha para ver o barco, afirmou.
Assim, o "Allure of the Seas" segue a trajetória de seu irmão gêmeo, o "Oasis of the Seas", que fez a mesma prova de fogo após seu lançamento no fim de outubro de 2009.
Os dois navios, quase idênticos, têm 72 metros de altura acima da linha do mar. Ambos pertencem à Royal Carribean, e foram fabricados nos estaleiros da sul-coreana STX em Turku, na costa sudoeste da Finlândia.
Para conseguir sair do Báltico, seus projetistas precisaram desenhar chaminés retráteis, capazes de passar sob a ponte de Storebaelt, que se ergue a 65 metros de altura.
Com 361 metros de comprimento e 66 de largura, o "Allure of the Seas", de valor estimado em 1 bilhão de euros, pode viajar com até 6.360 passageiros e 2.100 tripulantes a bordo.
Simbolicamente, é o maior navio do mundo por ter 50 centímetros a mais de comprimento que o "Oasis of the Seas".
Com bandeira das Bahamas, deve atracar dentro de 12 dias em Fort Lauderdale, na Flórida, na costa sudeste dos Estados Unidos.
Fonte: JB; Foto: AFP

1º Nov 2010
Beneteau anuncia primeira fábrica no Brasil
O grupo francês Beneteau, que atua no mercado náutico, vai instalar, em Angra dos Reis (RJ), sua primeira fábrica no Brasil. O anúncio foi feito pelo presidente mundial do grupo, Bruno Cathelinais, ao vice-governador Luiz Fernando Pezão. A Beneteau pretende fornecer embarcações ao mercado nacional e outros países da América do Sul, com investimento da ordem de 200 milhões de euros nos próximos cinco anos e geração de 600 empregos diretos e dois mil indiretos.
A escolha pelo Estado do Rio de Janeiro deveu-se ao decreto do governador Sérgio Cabral que reduziu de 25% para 7% o ICMS para a indústria náutica.
A Beneteau, que atua há mais de 120 anos no mercado náutico mundial, é a maior fábrica de lanchas da Europa. Com cinco mil funcionários em seus estaleiros e 450 revendedores espalhados em mais de 50 países, a empresa produz cerca de oito mil barcos por ano e, hoje, oferece mais de 100 diferentes modelos de veleiros e lanchas. Ainda estão em estudos os modelos que serão fabricados no Brasil.
Fonte: Fator Brasil

1º Nov 2010
Novo navio da Disney para cruzeiros termina de ser construído na Europa

Embarcação, da linha de cruzeiros da Disney, tem capacidade para 4.000 pessoas
Navio saiu de estaleiro na Alemanha na semana passada.
Pessoas assistem à saída do novo navio "Disney Dream".
O navio foi construído para a linha de cruzeiros da Disney e é considerado o maior desse tipo já construído na Alemanha e um dos maiores do mundo.
A embarcação tem cabines para 4.000 passageiros.
Fonte: G1
Foto superior: AFP; Outra: Reuters

Notícias anteriores